quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

"Como um anjo, deixarei minhas asas levarem, onde o vento estiver soprando mais forte.
Pode ser que ele me empurre pra várias lados,ou até mesmo me derrube, isso só vou descobrir , voando.
A única coisa, que ele não conseguirá fazer, é arrancar minhas asas, portanto, voando baixo ou alto, ou nem voando, sempre continuarei tentando."
Só mudarei de idéia se não existir mais vento...

Um comentário: