terça-feira, 28 de setembro de 2010

depois de uma briga (DR) você percebe:

Que não adianta lutar contra os monólogos on-line no MSN e nem com os longos minutos de ausência de papo, não espere que a pessoa venha lhe contar a programação do dia inteiro só para ter assunto com você. O MSN se resumirá a um mero sistema de recados, smiles aleatórios intercalados de alguns elogios amorosos rápidos e compactos e troca de arquivos. Que muitas vezes não adiantará caprichar nos seus argumentos, provando por A + B os seus motivos, utilizando os recursos da estatística e da lógica, combinados tudo com a física quântica para explicar a pessoa que vc está o porque está puta com ele. Pois constatará mais cedo ou mais tarde que você possui surtos psíquicos crônicos de falar outras línguas em momentos que coincidem com as brigas de vocês.Que muitas vezes é difícil conciliar seus momentos de inspiração amorosa com os dele, mas que quando isso acontece é muito valoroso.

Aprende que no que se refere à palavras ditas, nem sempre o que vale é a intenção. Aprende que medo de perder é errado, mas também que quando se perde o medo de vez, tem coisa errada. Aprende que o problema não é a concorrência dar trela , mas sim o se dar trela pra concorrência. Que não entende a dificuldade de aceitação dele do conceito “apenas amigos” no que se refere a outros homens, independente de compromissados ou não. Mas ele ( creio que homem também e no caso compromissado) possui boas e velhas amigas demandando uma grande cota de atenção.

Você se pegará projetando os pensamentos para o futuro de vocês de um modo nunca antes feito.
Perceberá que sair pra comer de 60 reais pra cima é um luxo desnecessário e sábado a partir das 22:30 hrs é mais fácil ganhar na loteria. Cometerá o pecado de quando receber um agrado depois de um longo período de conflitos tem 2 possíveis reações: ficar extasiada querendo mais e mais e mais e mais e ficar doente por carência ... ou simplesmente se perguntar o que está acontecendo com ele.
Você aprende a inacreditável experiência de que às vezes é possível passar o fim de semana sozinha sem necessariamente ter brigado com ele. Descobrirá que é possível abrir mão de ler o livro Por Que Os Homens Fazem Sexo e As Mulheres Fazem Amor? De Allan e Bárbara Pease, apenas conversando com algumas amigas.

Descobrirá que 1 ano nem é tanto tempo assim pra se ficar solteira. Refletirá como deve ser bom ter alguém te esperando em casa qndo vc chegasse do serviço... Continuará a se frustrar esperando que ele fizesse alguma surpresa pra você sem ter datas comemorativas ou especialidades. Perceberá que a tese de aparecer mil casais fofos à sua frente justamente nos dias que você está brigada ou com saudade dele é uma verdade. Descobrirá que seus gostos musicais podem te surpreender.
Perceberá que ir a baladas de pista de dança só você e ele é algo complicado, mas quando dá certo é muito proveitoso.

Continuará a vivenciar o chavão de mentir falando que está tudo bem, mas que na verdade não está.
Continuará se apegando a pequenos gestos de carinho. Continuará a vivenciar o texto da ilustre desconhecida que diz que muitas vezes nós preferimos um homem que nos chame de linda ao invés de gostosa. Continuará a se aborrecer por questões que eles não entenderão e vc continuará a ter preguiça e ao temos tempo achar um despautério ter que explicar seus aborrecimentos, coisas que pra você são tão simples, mas pra eles é tão complexo. Perceberá que nenhuma mulher gosta de se sentir desprestigiada e cobrar atenção é algo doloroso a se fazer.

Entenderá de fato o texto de Shakespeare: “Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.” “(...)E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.” 

Compreende a existência do feminismo fanático, mas vê que tudo isso é uma furada, pois também não somos fáceis de lidar. Aprenderá que o fato de alguém te amar, não é um fator considerável se não está vinculado com a sua felicidade também. Mas você também aprende que apesar de não existir príncipe encantado isso não impede que fique encantada por aquele cara que tem uma banda e que é totalmente diferente de voce.


Nenhum comentário:

Postar um comentário