terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A vida que eu vivo quero viver de novo!

Não vejo mistério em ser simples, nem loucura em ser sincero, apenas levo as coisas da maneira como gostaria que elas fossem, apenas vivo o meu destino na esperança de que, seja lá onde este caminho der, o final vai ser sempre o melhor possível, não para mim, mas para a minha história, e independente do espetáculo, ou do fracasso, das lágrimas que vão cair, ou das gargalhadas que vão ecoar, no final eu vou estar ali feliz por tudo que fiz, e resignado com o próximo passo que vou dar. Acho que este é o encanto da vida que levo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário