quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

EU SOU !





O meu lugar é a travessia. Eu pertenço a aquilo que sei e que não sei, no limiar do verbo, palavra e ação, nas estrelas e nos grãos de terra, ali eu sou. Imaginação, sonho, realidade, presente, é um só lugar e faz todo o sentido para mim. O meu sentido é esse: o eu por completo que se faz suficiente...sem pontos, sem vírgulas, sem apenas emoções e sem apenas racionalidades, mas um tudo misturado e junto que para o outro não faz o menor sentido, que o outro não entende. O meu entendimento é esse: o de que eu sou diferente e única e ao mesmo tempo moradia das incompreensões e mistérios e compreensões que de alguma forma existem e existem por si e uma pela outra. Alguns dizem que sou exigente, outros, que sou realista, outros ainda, que sou utópica e tudo isso está errado e certo simultaneamente, porque não sou uma coisa ou outra, sou tudo e nada, sou eu da forma mais única e indefinitivamente definida. O lugar onde eu existo e entendo e crio e atravesso e movimento e transformo e me inconformo é o meu lugar e a minha incompreensão compreendida...porque ali eu sou senhora e serva, princesa e sonhadora...e essa constante caminhada no limiar de tudo me basta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário