terça-feira, 3 de maio de 2011

Eu não consigo entender o porque sou tão fria assim. Fria com as pessoas a minha volta. Não sou  apática, muito menos desarmada.Não sou boba, muito menos chata. Sou alguém normal, fisionomia amiga, simpática. Sou egocêntrica, pouco arrogante as vezes, radical muitas vezes. Não sei se são muito destacados esses aspectos.Mas sou muito justa e direta. Verdadeira ao extremo, chegando ao ponto do defeito.Gosto de atuar as vezes, mas nunca para enganar as pessoas. Pratico mesmo a ironia e o cinismo amostrado. Gosto dessa maneira de transmitir a realidade. Sou bastante perfeccionista e detalhista. Gosto de desafios. Aprecio a insegurança. Afinal, estabilidade é pra quem gosta de ver TV aos domingos.
Tenho péssima memória, mas grande facilidade para aprender. Me considero bem inteligente. Esperta o suficiente para este mundo. Ambiciosa mas não mão-de-vaca, não tenho como negar. Preguiçosa e descansada. Gastar energia física, sempre com esportes. Sou tbem uma enorme caixa de grandes idéias. Muitas adormecidas, ainda. Não me apego com facilidade com pessoas. Alias, ainda solitário esse fato. Aprecio a boa música, rock é claro. Artes, criatividade e enigmas me seduzem. Aberta a novos hábitos. Mutável com opiniões. Imutável com princípios. Me supro, vivo pra mim. Me coloco sempre a frente. Mas se considerar um amigo, protegerei como ninguém. Sou boa com segredos. Caixa preta que não pode ser aberta. Sou bastante solitária. não sei se gosto disso. Sou assim, nunca mudei. Me satisfaz porque sou feita pra mim, não para os outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário