terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Há muito tempo... deixei de me intimidar pelos meus medos, não fujo das minhas angústias e não me frustro com as minhas escolhas..algumas aparentemente equivocadas. Quanto à felicidade, abraço-a com todas as minhas forças, seja em momentos fugidios ou intensos. Descobri que intensidade não mata. Se for para cair, quero mais é despencar....afinal quem disse que eu tenho medo da dor?


Nenhum comentário:

Postar um comentário