terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Sinto saudade sim, mas não demonstro, afinal a gente não é responsável pelo que sente, mas sim pelo que demonstra. Por isso me pareço equilibrada para o outro. Nem tão feliz, nem tão triste, nada forçado e por mais que todos digam que isso é bater de cara com o orgulho, eu acho que isso é o primeiro passo pra começar a tirar alguém de dentro da gente. Não ligar, não se importar, não interferir, não fazer nada, quem foi embora, se quiser, que volte. E você, se for esperta, não. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário