domingo, 24 de março de 2013

Se eu pudesse te resumir...

O nosso tempo sempre foi insuficiente, era eu olhar para você que as coisas fugiam das sutilezas e aceleravam sem cerimônia, tudo ganhava um motivo para existir, sabe? Muitas das vezes que te encontro sofro por antecipação, sofro pelo tempo que não dura, que não consegue satisfazer os nossos assuntos, sofro pela simplicidade da palavra 'tchau'. Ontem eu mal compreendi a sua ousadia em acalmar meu sono, beijando os traços do meu rosto, ecoando palavras que me entregaram ao sadismo de tentar, ao menos por um minuto, ser mais do que feliz. Descansei meu corpo, e meus olhos, e minha voz, e meus medos. Eu quis dizer o pouco que você merecia ouvir, tentei te resumir, mas não pude. Não coube na palavra amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário