segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Julho

Nesses anos eu aprendi e vejo o quanto te ensinei. Mas acabamos aqui no mesmo lugar na mesma situação. Não há por que voltar, não penso em te seguir, não quero mais a tua insensatez. O que vc faz agora faz sem pensar, vc aprendeu com o tempo. Não penso em me vingar, não sou assim, a tua insegurança era por mim.
Não basta o compromisso nem vale mais o coração, e já que não me entende, não me julgue e não me tente. O mal que sabe fazer agora veio tudo de nossas horas, eu não minto, eu não sou assim.



Sou fera, sou anjo e sou mulher, sou minha mãe e minha filha, minha irmã, minha menina. Mas sou minha, só minha e não de quem quiser !

Nenhum comentário:

Postar um comentário