quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Snuff


Enterre todos os seus segredos na minha pele e afaste-se com inocência. O ar à minha volta ainda parece com uma gaiola e o amor é apenas uma camuflagem ao que se assemelha a raiva novamente. Então se você me ama, deixe-me ir e fuja antes que eu saiba. Meu coração ainda permanece triste demais para se importar e eu não  consigo destruir o que não existe. Aceito o meu destino. Se eu estou sozinha não tenho o que odiar. Meu sorriso foi tomado há muito tempo atrás. Se eu posso mudar, espero nunca saber. Ainda pressiono suas cartas em meus lábios e as estimo em partes de mim, que saboreiam cada beijo. Eu não poderia encarar uma vida sem a sua luz, mas tudo isso foi dilacerado, quando  você se recusou a lutar. Então poupe sua respiração, eu não a ouvirei. Eu acho que deixei isso muito claro. Você não poderia odiar o suficiente para amar, isso deveria ser o suficiente? O meu eu verdadeiro foi banido há muito tempo atrás, tive que perder as esperanças para te deixar partir. Então se quebre contra as minhas pedras e cuspa sua piedade em minha alma. Você  nunca precisou da ajuda de ninguém e você me vendeu para se salvar. Eu não ouvirei a tua versão.   Anjos mentem para manter o controle. Meu amor foi punido há muito tempo atrás e se você ainda se importa, não deixe que eu saiba. Adeus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário