sábado, 18 de julho de 2009

Outra pessoa

Assisto as estrelas caírem silenciosamente de seus olhos. Com todos os sinais que eu tenho visto, eu não posso acreditar que desejei que vc pudesse ver , que há uma nova pessoa reinando dentro de mim e que não há nada que eu possa fazer pra mudar isso.
Estou empurrando um elefante escada acima. Estou lançando frases de efeito que nunca foram usadas. Sobre os meus ombros há mais peso do que eu possa imaginar ter, é como um piano que cai e se espatifa pelo chão. De toda essa conversa sobre o tempo, conversar é o melhor, mais eu não quero ficar por perto, porque não podemos fingir, apenas fechar os olhos e sonhar doces sonhos. Como estar aqui com asas sem poder voar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário