domingo, 13 de agosto de 2017

Sobre a arte de dar a volta por cima... essa eu entendo bem. Entendo tão bem, que ao chegar ao chão, logo penso "não se acostume", estou de passagem. Breve passagem. A queda costuma me ensinar muito, principalmente a não me subestimar. Me dá muitas lições, mas meu lugar não é aqui, ela sabe disso. Vou além. Na verdade, vôo além. Te mando lembranças lá de cima. Não do topo do mundo, ou acima de alguém, mas do lugar que sempre sonhei. De onde meus sonhos foram conquistados, meus medos vencidos e minhas fraquezas superadas. De um lugar onde não temo o caminho. Temo apenas não poder andar. Por isso as asas .. Não vê? Agora entendo porque me chamam de avoada. Meu lugar sempre foi além. Além do que tenta me atingir, me ferir. Meu lugar é na paz que encontro dentro de mim. Quer vir? A senha é simples. Sorrir (com sinceridade)... Eu sei, é difícil mesmo. Mas tenha força. Vai conseguir. Afinal, até eu to aqui. E olha que ninguém acreditava. Eu sim!


Nenhum comentário:

Postar um comentário